Como comer fora de casa se você tem diabetes?

Para quem tem diabetes, comer fora pode ser um verdadeiro desafio.

Hospital Samaritano


9 de maio de 2016


6 minutos
shutterstock_380139436

Para quem tem diabetes, comer fora pode ser um verdadeiro desafio. Seja em um restaurante, em uma festa ou até mesmo na casa de um amigo, os pratos podem ser repletos de calorias, gorduras e açúcar.

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz.

Mas o que é insulina? É um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. O corpo precisa desse hormônio para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia.

Como explica Larissa Lins, nutricionista do Hospital Samaritano “a pessoa tem diabetes quando o seu organismo não produz insulina e não consegue aproveitar a glicose da melhor forma. Assim, o nível de glicose no sangue fica alto (hiperglicemia). Se o quadro permanecer um período muito longo, pode causar problemas em órgãos, vasos sanguíneos e até nos nervos”.

O ideal é seguir uma alimentação saudável recomendada para a população em geral. Existe o “tabu” que o diabético deve ter uma dieta super restrita e rígida, quando na verdade o ideal é praticar hábitos saudáveis: Alimentação e exercício físico. E ter um acompanhamento de nutricionista e um preparador físico para adequar suas necessidades ao seu dia a dia.

Seguem dicas para um dia a dia mais saudável:

  1. Beba água diariamente. Mínimo de 2 litros por dia;
  2. Distribua as refeições em 5 a 6 vezes ao dia. Não pule refeições. Se não puder fazer em casa ou parar para ir a um restaurante, tenha em sua bolsa um “lanchinho saudável” que pode ser uma fruta ou Iogurte sem açúcar (sempre refrigerado) ou ainda barrinha de cereal sem açúcar;
  3. Quando for fazer seu prato no almoço ou jantar, metade do prato deve ser composto de verduras e/ou legumes cozidos. Não consuma molhos prontos de saladas. Opte pelo azeite e limão para temperar;
  4. Escolha as carnes magras como peito de frango ou carnes vermelhas assadas como lagarto e ou alcatra e peixes assados,
  5. Não consuma alimentos com açúcar. Leia sempre os rótulos dos alimentos para ter certeza de sua composição;
  6. Para consumir produtos dietéticos, consulte sempre sua nutricionista ou médico para saber se atende suas necessidades;
  7. Prefira sempre alimentos integrais, pois a glicose proveniente desses alimentos é absorvida mais lentamente, evitando picos glicêmicos;
  8. Reduza consideravelmente o sal de sua dieta. Pessoas com diabetes normalmente apresentam pressão arterial elevada;
  9. Questione quais pratos são os mais saudáveis, com baixo teor de gordura. Os restaurantes estão acostumados a lidar com dietas especiais;
  10. Escolha saladas e vegetais cozidos para acompanhar as suas refeições;
  11. Evite alimentos fritos ou pratos servidos com molho pronto;
  12. Escolha frango sem pele, peixe ou carne magra. Dê preferências às carnes cozidas, assadas ou grelhadas;
  13. Percebeu que a sua refeição vai atrasar e você toma insulina? Talvez seja necessário “beliscar” algo antes;
  14. Não se sinta obrigado a ‘limpar’ o prato. Coma uma porção razoável, com a quantidade suficiente para satisfazer seu apetite sem a sensação de ‘estufamento’;
  15. Evite refrigerantes e sucos integrais e puros. Opte por refrescos que são feitos de suco de fruta diluídos em água, pois o índice glicêmico é menor;
  16. Se você faz questão da sobremesa, peça algo sem açúcar e com pouca gordura. E preste atenção ao tamanho da sobremesa;
  17. Em pizzarias, escolha as opções com verduras e legumes e dê a preferência para as massas finas.

Não esqueça de consultar uma nutricionista ou médico para adequar melhor sua dieta a suas necessidades!

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Especialidades Pediátricas

Ver Todos