Dores de cabeça: saiba o que fazer para evitar que o problema se torne crônico

Hospital Samaritano


1 de julho de 2015


4 minutos
Dores de cabeça saiba o que fazer para evitar que o problema se torne crônico neurologia

O Brasil é campeão em relatos de dor de cabeça crônica. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia, um total de 13 milhões de brasileiros apresentam dor de cabeça pelo menos durante 15 dias por mês, o que caracteriza o problema. As dores de cabeça crônicas mais comuns são a cefaleia tensional crônica e, principalmente, a enxaqueca crônica, também conhecida como migrânea crônica.

“O problema da dor de cabeça crônica está relacionado com a automedicação, principalmente, devido ao uso excessivo de analgésicos orais. A ingestão usual de comprimidos para dor de cabeça de maneira frequente já é o suficiente para que o paciente se transforme em um candidato a ter cefaleia por abuso de medicamento”, explicar o Coordenador do Núcleo de Neurologia do Hospital Samaritano, Dr. Renato Anghinah.

Dor de cabeça tensional

Este tipo de dor é considerado o mais comum entre os brasileiros e surge em decorrência de situações de estresse emocional ou mental, ansiedade, cansaço, má postura, além de distúrbios de sono, entre outros. A dor é de leve a moderada, porém constante (uma dorzinha chata). Pode doer em toda a cabeça com uma sensação de aperto ou se concentrar na região do pescoço, com a sensação de uma dor muscular.

Enxaqueca crônica

No post sobre “enxaqueca e alimentação: entenda o que pode estar errado”, falamos sobre o que desencadeia essa dor e como os alimentos podem potencializá-la. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a enxaqueca está entre as vinte doenças que mais prejudicam a vida saudável.

A enxaqueca é uma dor de cabeça intensa que geralmente começa na região dos olhos, de modo uniliteral ou bilateral. Normalmente é uma dor de cabeça autolimitada, que dói de algumas horas até 3 dias. Quando torna-se crônica, as crises podem durar mais de 15 dias no mês.

As dores de cabeça crônicas tem tratamento, que visam diminuir a frequência e a intensidade das crises. O profissional mais indicado mais indicado para tratá-la é o neurologista. Não menospreze a dor de cabeça. Melhore sua qualidade de vida e sempre busque ajuda médica.

New Call-to-action



Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo

Código de conduta para parceiros de negócio | Diretor Técnico: Dr. Maurício Rodrigues Jordão - CRM 98.881
>