Diabetes descontrolado prejudica a saúde mental

Veja dicas para manter o controle do diabetes, melhorando sua qualidade de vida

Hospital Samaritano


19 de julho de 2017


4 minutos
diabetes2

Menos conhecidas do que as complicações no coração, nos rins, nos olhos e nos membros, as demências também podem estar associadas à alta de açúcar no sangue. Entenda a relação

A glicose em excesso tem potencial de danificar os vasos sanguíneos de órgãos e tecidos, podendo provocar uma série de consequências, como infarto, AVC, doença renal, perda da visão e amputação dos membros. É por isso que os 13 milhões de brasileiros que sofrem de diabetes tipo 2, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, precisam manter os níveis de açúcar nos padrões de normalidade.

E quando o cérebro é o alvo da agressão, um desdobramento importante e pouco conhecido é a ocorrência de demências, principalmente as do tipo vascular, que são as segundas mais prevalentes. “Ao danificar os vasos, o diabetes compromete a circulação e a oxigenação das células nervosas, chamadas neurônios, onde as informações são processadas”, justifica o Dr. Renato Anghinah, Coordenador do Núcleo de Neurologia do Hospital Samaritano de São Paulo.

Além disso, de acordo com um artigo científico da Universitat Autònoma de Barcelona, na Espanha, há suspeita de que a disfunção também seria fator de risco para Alzheimer, a forma de demência mais frequente. Isso porque o desequilíbrio na ação do hormônio insulina, o processo inflamatório e o dano vascular são comuns às duas doenças e estabeleceriam um elo entre elas, embora o mecanismo exato ainda não tenha sido esclarecido pelos cientistas.

Para o Dr. Renato Anghinah, o efeito nocivo do açúcar no cérebro é mais evidente em pessoas que já apresentam sintomas leves de demência. “É o caso do idoso que consegue ir ao supermercado e realizar outras atividades rotineiras, mas apresenta alguns esquecimentos. É como se o diabetes tipo 2 potencializasse esse quadro”, resume.

Felizmente, é possível prevenir tanto esta como as demais complicações do diabetes mencionadas anteriormente. O segredo é manter os niveis de açúcar equilibrados e evitar fatores de risco associados, aderindo rigorosamente à medicação prescrita e adotando alguns hábitos saudáveis, como:

-Alimentar-se regularmente, a cada três horas
– Somar 150 minutos de exercícios por semana, em intensidade moderada
– Diminuir o consumo açúcar, frituras e produtos industrializados
– Trocar pães e massas simples por integrais
– Evitar cigarro e bebidas alcoólicas
-Consumir folhas, raízes, bagaços e outras fontes de fibras
-Manter o peso adequado
-Fazer exames regulares, conforme orientação do especialista.

 

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo