AVC nos mais jovens: saiba como prevenir o problema

Descubra os dois tipos de AVC e saiba como evitar o desenvolvimento da doença.

Hospital Samaritano


23 de julho de 2015


6 minutos
16-07 AVC também atinge os mais jovens saiba como prevenir o problema

Quem pensa que apenas os idosos estão propensos ao desenvolvimento de quadros de AVC (Acidente Vascular Cerebral) está enganado. Os casos de pessoas jovens, com menos de 45 anos, que sofreram um episódio de derrame, como também é conhecido o problema, estão se tornando cada vez mais comuns.

De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, aproximadamente 62 mil pessoas, com menos de 45 anos, morreram no Brasil entre os anos 2000 e 2010 em decorrência deste diagnóstico.

O problema também tem atingido um público ainda mais jovem. Adolescentes e, em alguns casos até crianças, estão se tornando alvos da doença. Para se ter uma ideia, em 2012, foram registradas a internação de quatro mil pessoas entre 15 e 34 anos por conta de AVC.

Segundo o Dr. Renato Anghinah, Coordenador do Núcleo de Neurologia do Hospital Samaritano de São Paulo, as causas desses problemas devem-se, principalmente, aos maus hábitos alimentares e da rotina desse público.

“Desde muito cedo, o indivíduo vem adquirindo hábitos alimentares que comprometem a saúde, principalmente, devido ao consumo exagerado de gorduras e açúcares. Além disso, cada vez mais, há a resistência em praticar atividades físicas. Desta forma, o sedentarismo e a obesidade tornam-se fatores de risco e podem desencadear o problema. Somado a isso, temos no Brasil, métodos atuais de diagnósticos mais precisos, o que contribui para o registro no aumento dos casos em jovens”, explica o médico.

Identificando o problema

A WSO (Organização Mundial de AVC) alerta que, no mundo, 15 milhões de pessoas têm AVC a cada ano, e, dessas, cerca de seis milhões não sobrevivem.

Existem dois tipos de AVC:

Isquêmico: caracterizado por uma interrupção do fluxo de sangue.
Hemorrágico: ocorrência de um rompimento de casos, provando sangramento.

Os sintomas de um AVC são basicamente a instalação de um déficit neurológico agudo que provoca:

  • Diminuição ou perda súbita da força na face, braço ou perna de um lado do corpo;
  • Alteração súbita da sensibilidade com sensação de formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpo;
  • Perda súbita de visão num campo visual;
  • Alteração aguda da fala, incluindo dificuldade para articular, expressar ou para compreender a linguagem;
  • Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente;
  • Instabilidade, vertigem súbita intensa e desequilíbrio.

O tempo para o atendimento de uma vítima de AVC é primordial para o tratamento e a redução do risco de sequelas.

O que fazer para evitar o problema?

Considerada uma das doenças que mais mata no mundo, a melhor forma de evitar o problema é a prevenção. Desta forma, controlar os fatores de riscos tornar-se fundamental.

  • Elimine o cigarro;
  • Opte por uma alimentação saudável, evitando o consumo de doces e alimentos gordurosos;
  • Controle a pressão arterial e o colesterol;
  • Inicie a prática de atividades físicas.

De acordo com o Dr. Renato Anghinah, Coordenador do Núcleo de Neurologia do Hospital Samaritano de São Paulo, o atendimento rápido à vítima de AVC é fundamental para diminuir os riscos de sequelas. “Em uma fase de até 3 horas, pode-se tratar com trombolíticos, no caso de um AVC isquêmico. Passado esse tempo, segue a investigação da causa do AVC e Fisioterapia. Já no caso de AVC hemorrágico, pode-se avaliar a necessidade de uma drenagem cirúrgica do sangramento. As sequelas serão os déficits neurológicos apresentados como sintomas, que tendem a serem mais brandos do que no momento de instalação do AVC”, explica o médico ao reforçar que a prevenção ainda é o melhor remédio.

New Call-to-action



Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo

Diretor Técnico: Dr. Maurício Rodrigues Jordão - CRM 98.881