Saiba mais sobre a Endometriose

Hospital Samaritano


13 de janeiro de 2015


5 minutos
endometriose

banner_go_2A endometriose é uma doença que afeta diretamente a qualidade de vida da mulher, sua vida sexual, pessoal e profissional. O diagnóstico precoce é ainda hoje a melhor forma de prevenção.

Dores no período menstrual e fora dele, alterações intestinais ou urinárias, desconforto abdominal e incômodo durante as relações sexuais. Esses sintomas podem representar uma enfermidade conhecida como a doença da mulher moderna, a endometriose. O endométrio é a camada interna do útero que é renovada ao final do ciclo menstrual, caracterizando a menstruação. Uma das teorias que explica a endometriose é a de que a menstruação em algumas mulheres possa ocorrer para dentro da cavidade abdominal, podendo se implantar em alguns órgãos como as trompas, os ovários e o intestino e bexiga, explicando as fortes dores abdominais durante a menstruação.

A endometriose afeta diretamente a qualidade de vida da mulher, sua vida sexual, pessoal e profissional. O estado de humor pode ser sensivelmente alterado, tornando difícil o relacionamento com outras pessoas. Outro problema bastante comum é a desinformação, o que leva ao diagnóstico tardio e prolonga o sofrimento da mulher.

Ainda hoje há inúmeras hipóteses sobre o surgimento da doença, como falha no sistema imunológico, genética e transformação das células do peritôneo. No entanto, a característica comportamental que predispõe à doença é a postergação cada vez mais frequente da maternidade, dioxina (poluição), entre outras causas.


New Call-to-action



Normalmente é possível detectar um caso de endometriose por meio dos sintomas da doença acima especificados. A partir da suspeita clínica, é possível indicar exames, como ultra-som especializado com preparo intestinal, ressonância ou ecocolonoscopia, que comprovem o diagnóstico. A doença pode ser tratada cirurgicamente (laparoscopia) ou por meio de medicações. Além disso, ações que melhorem a qualidade de vida, como exercícios e psicoterapia, são favoráveis ao tratamento, além da mudança de hábitos implementando alimentos ricos em ômega 3 e atividades física aeróbica.

 Infertilidade

A endometriose também pode se manifestar por meio da dificuldade de engravidar. A infertilidade está presente em cerca de 40% das mulheres com endometriose. O tratamento cirúrgico, para esses casos, pode ser útil. Muitas vezes, uma mulher infértil e com diagnóstico da doença pode, após a cirurgia, recuperar a fertilidade. Em alguns casos há necessidade de tratamento complementar, que depende da gravidade da doença. Entre eles, há a indução de ovulação, inseminação intra-uterina ou, em casos avançados, a fertilização in vitro

Para saber mais sobre o assunto, veja a entrevista com o  Dr. Nicolau D’Amico:

Como opção, escute o boletim “Especialista Samaritano” sobre  o assunto:

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo

Código de conduta UHG | Código de conduta para parceiros de negócio | Relatório de Sustentabilidade 2018 | Diretor Técnico: Dr. Maurício Rodrigues Jordão - CRM 98.881