Festas Juninas: cuidado com os fogos de artifício

As tradicionais festividades juninas já começaram em todo o Brasil.

Hospital Samaritano


14 de junho de 2016


3 minutos
ONOILN

As tradicionais festividades juninas já começaram em todo o Brasil.

Muita brincadeira, comida, diversão, mas um item merece atenção especial. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), o número de acidentes com fogos de artifício triplica neste período, sendo as crianças as principais vítimas de acidentes com artefatos.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Trauma do Hospital Samaritano de São Paulo, Dr. Diogo Garcia, o período de festas juninas e julinas aumenta em 25% o volume de acidentados que chegam ao Pronto-Socorro. Desses, 70 % são crianças “e que, na maioria das vezes, vão ficar com sequelas para o resto da vida”, explica. Entre os traumas mais comuns causados por fogos de artifício estão: amputação de membros, comprometimento da visão e perda parcial dos movimentos (lesão nos tendões).

Por isso, Dr. Garcia alerta. “Jamais deixem crianças e demais pessoas com limitação física e de reflexo próximos a quem está manuseando os artefatos. É questão de segundos para que o acidente aconteça e as consequências podem ser graves”. Em caso de acidente, o coordenador do Núcleo de Trauma do Hospital Samaritano de São Paulo orienta que leve imediatamente a pessoa para o Pronto-Socorro.

“Não faça e nem coloque nada no local lesionado. Pasta de dente, borra de café, açúcar, tomate e outras receitas são mitos e pioram o quadro. No máximo deve-se lavar a região com água corrente e procurar atendimento especializado o mais rápido possível”, finaliza.

Em caso de dúvidas, entre em contato com nosso Núcleo de Trauma pelo telefone: (11) 3821-5300.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo