AVC: primeiros procedimentos no atendimento médico são essenciais

O tempo de atendimento a pacientes que sofrem um acidente vascular cerebral (AVC) é crucial

Hospital Samaritano


24 de junho de 2016


6 minutos

O tempo de atendimento a pacientes que sofrem um acidente vascular cerebral (AVC) é crucial para prevenir que funções cognitivas sejam comprometidas diante de um episódio isquêmico ou hemorrágico.

No Brasil, o AVC representa uma das principais causas de morte e incapacidade, gerando enorme impacto econômico e social. Estima-se que 68 mil pessoas morram todos os anos no País vitimados pelo problema. Em todo o mundo, a World Stroke Organization (WSO), organização internacional que alerta sobre a importância da prevenção do AVC, prevê que um em cada seis indivíduos sofrerá um evento ao longo da vida.

Diante desse cenário, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a adoção de medidas urgentes, a começar pela prevenção dos sete principais fatores de risco do AVC, que são:

  • Tabagismo
  • Hipertensão arterial
  • Dislipidemias (gordura no sangue)
  • Obesidade
  • Glicemia alta
  • Álcool
  • Sedentarismo

Fatores secundários podem ser ainda mais perigosos do que se imagina e, se associados a algum dos sete elementos citados acima, podem até dobrar a chance de se ter um derrame. É importante destacar também que, problemas cardíacos e pressão alta aumentam em 5x a chance de um AVC em qualquer idade. No campo da otorrinolaringologia, a apneia do sono é o principal agravante para o AVC, aumentando as chances em aproximadamente 15%, dependendo da gravidade do caso.

Independente da causa, os primeiros socorros devem ser tomados em tempo mínimo. E de acordo com o coordenador do Núcleo de Neurologia e Neurocirurgia do Hospital Samaritano, Dr. Renato Anghinah, a melhor janela de tempo para intervenção existe em até três horas após o início dos sintomas. “Quando o paciente chega ao hospital com quadro sintomático, acionamos o Protocolo de AVC. O tempo que levamos para iniciar os exames é muito importante. É o que chamamos de tempo-porta-máquina, ou seja, o tempo que se leva desde a entrada no hospital até estar na tomografia. Esse processo não deve ultrapassar os 30 minutos”, diz.

Nosso pronto-socorro está altamente equipado para o atendimento dentro do tempo recomendado. Com fluxo de comunicação específico para esse tipo de paciente, temos toda a estrutura para atendê-lo rapidamente e obter sucesso na intervenção precoce. Dispomos também do serviço de ambulância com atendimento dentro de um perímetro de 10km do Hospital e que pode ser acionado 24h e rapidamente temos a possibilidade de identificar os sinais de AVC e transportar esse paciente de forma ágil e segura.

Para o nosso neurocirurgião, Dr. José Marcus Rotta, o tempo é realmente determinante. “É imprescindível que toda a população, ao menor sintoma sugestivo de um AVC – alterações na fala, perda de equilíbrio, desvio da boca, perda de força nos membros, alterações na visão ou dor de cabeça forte, procure um serviço habilitado para atender ao evento.

Prevenir é melhor do que remediar

Alguns cuidados com a saúde são essenciais para a prevenção do AVC e de outros problemas graves de saúde. Siga esses passos para garantir uma vida saudável:

  • Pratique exercícios físicos regularmente
  • Controle o peso e a gordura abdominal
  • Alimente-se bem
  • Mantenha a pressão arterial nos níveis
  • Não fume
  • Faça check-ups anuais
  • Faça um acompanhamento médico regular se for um paciente de risco
  • Trate doenças que estão entre os fatores de risco do AVC
  • Evite o estresse e divirta-se!

O nosso Núcleo de Neurologia possui profissionais especializados no atendimento do AVC. Para mais informações, ligue para (11) 3821-5300.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo