Saiba mais sobre os diversos tipos sanguíneos

Hospital Samaritano de São Paulo


9 de janeiro de 2017


5 minutos

Existem diversos requisitos quando uma pessoa deseja doar seu sangue e ajudar uma vida. Mas a informação mais importante, tanto para doação quanto para a transfusão, é saber o tipo sanguíneo de cada pessoa.  Os tipos sanguíneos podem ser classificados primariamente pelo que chamam de  sistema ABO, e secundariamente pelo fator RhD. Quanto ao sistema ABO podemos dividir em quatro tipos distintos: A, B, AB e O, e cada um destes  ainda podem ser classificados como RhD positivo ou RhD negativo.

A distinção serve justamente por conta das diferenças que cada um desses tipos apresenta. As pessoas que têm o sangue classificado como tipo A contém, na superfície de suas hemácias (células vermelhas), substâncias (glicoproteínas ou glicolípides) chamadas antígenos A. As que são classificadas como tipo B apresentam os antígenos B. Quem tem sangue tipo AB contém os dois tipos de antígenos em suas hemácias. Já as do tipo O não possuem nenhum destes antígenos.

Mas além destes antígenos, no sangue há também outra substância, chamada de aglutinina, que é um anticorpo formado contra aqueles antígenos que a pessoa não apresenta nas hemácias. Por exemplo: Quem tem o antígeno A possui aglutininas anti-B, quem tem sangue B possui no plasma aglutininas anti-A.

Por isso, quem possui sangue A não pode receber nem doar hemácias para pessoas do  tipo B, e vice-versa. A diferença aqui está nos portadores de sangue AB e O. Por terem os dois antígenos, os AB não possuem aglutininas (anticorpos anti-A,anti-B), podendo receber hemácias de todos os tipos em uma eventual transfusão. Já os do grupo O possuem as duas aglutininas no plasma, anti-A e anti-B, ou seja, só recebem hemácias de outros doadores tipo O. Entretanto  como estas pessoas não tem antígenos A e B nas hemácias elas podem doar para todos os outros tipos sanguíneos.

Além do sistema de grupo sanguíneo ABO, um outro sistema muito importante é o Rh. Quem é tipado como Rh positivo contém o antígeno D na superfície das hemácias, enquanto os que não possuem o antígeno D são os RhD negativos. O individuo RhD positivo, de forma geral, além de receber hemácias RhD positivo pode receber o sangue de doadores RhD negativos sem consequências, enquanto que o individuo RhD negativo somente deve receber de doadores RhD negativos, para se evitar a formação de anticorpos após uma transfusão de sangue.

Então no que se refere às transfusões de hemácias, considerando-se o tipo ABO e RhD , o doador que pode ser chamado de universal, é o doador O-, enquanto que para o receptor o termo universal é aplicado ao individuo AB+.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo

Código de conduta UHG | Código de conduta para parceiros de negócio | Relatório de Sustentabilidade 2018 | Diretor Técnico: Dr. Maurício Rodrigues Jordão - CRM 98.881