Geração da cabeça baixa: uso de celular x dores musculares

Hospital Samaritano


30 de dezembro de 2015


3 minutos
Geração da cabeça baixa uso de celular x dores musculares

Os chamados ‘geração da cabeça baixa’ – aqueles que costumam curvar o pescoço em direção ao visor do celular, ficando na postura conhecida como ‘corcunda’- , estão cada vez mais sendo prejudicados por este hábito ruim, que também causa dores musculares. Segundo o coordenador do Núcleo de Ortopedia do Hospital Samaritano de São Paulo, Dr. Luiz Fernando Cocco, “é cada vez maior o volume de consultas feitas pelos jovens em decorrência de má postura. Isso se deve, na maioria das vezes, ao uso incorreto dos aparelhos móveis como smartphones e tablets”.

O especialista ainda destaca que “em média, o brasileiro acessa o celular 150 vezes ao dia. São 150 vezes que a coluna dele se curva para o alcance do visor, quando o correto seria trazer o aparelho para a altura dos olhos”.

Esse tipo de hábito, somado a outros tão prejudiciais quanto, traz outras complicações à saúde. Entre elas:

  • Dores musculares: principalmente a musculatura paravertebral cervical e cintura escapular (ombros);
  • Risco de queda, quando acessa o aparelho durante caminhadas;
  • Compressões de raízes nervosas emergentes da coluna cervical.

Existe tratamento para dores musculares e má postura?

Em casos mais extremos ou muito raros, é necessário fazer a intervenção cirúrgica. “Esse procedimento é mais indicado para quem apresenta doenças de base na coluna, como Síndromes Compressivas), que se tornam mais sintomáticas durante o período que se mantem com a cabeça baixa. É importante o acompanhamento de centros de referência, com atendimento especializado”, destaca o Dr. Cocco.

O especialista explica que o tratamento inicial baseia-se em medidas de reeducação postural e conscientização dos malefícios gerados pelo tempo prolongado destes aparelhos.

Para finalizar, o ortopedista orienta: “fisioterapia e atividades de condicionamento físico podem resolver a grande maioria dos casos. Por isso, alonguem o pescoço sempre após o uso do aparelho, além de se policiar diariamente quanto à postura”.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo

Código de conduta UHG | Código de conduta para parceiros de negócio | Relatório de Sustentabilidade 2018 | Diretor Técnico: Dr. Maurício Rodrigues Jordão - CRM 98.881