4 cuidados para afastar lesões no joelho

Insistir em alguns hábitos durante as atividades físicas pode comprometer a saúde do joelho.

Hospital Samaritano


17 de dezembro de 2015


8 minutos
17-12 4 cuidados para afastar lesões no joelho

Você finalmente deixou o sofá de lado e resolveu começar a praticar alguma atividade física. No entanto, na correria para iniciar os treinos e não perder o pique, não se preocupou em fazer um check-up médico e está sentindo dor no joelho. Esta é uma situação mais comum do que se imagina, principalmente entre os ex-sedentários e os famosos atletas amadores.

Movimentos errados, posturas incorretas e a sobrecarga de peso durante as atividades físicas são algumas das causas dos inúmeros problemas que afetam a saúde do joelho, considerada a maior articulação do nosso corpo. Os mais comuns são: o desgaste da cartilagem, dos meniscos (que possuem a função de absorver impactos e aumentar a estabilidade da articulação), lesões nos tendões e ligamentos.

O comprometimento da saúde dos joelhos também tem crescido bastante com a proliferação das equipes de corrida de rua. Isso se deve pelo desenvolvimento muito mais rápido da capacidade cardiorrespiratória do que a recuperação musculoesquelética durante os treinos.

Porém, com alguns cuidados é possível sair do sedentarismo, se exercitar e evitar prejuízos a esta articulação. A seguir, preparamos quatro dicas para ajudá-lo com isso:

1. Faça um check-up médico antes de iniciar as atividades físicas

A partir da consulta médica, o especialista indicará os procedimentos necessários para verificar a saúde do seu coração (que podem incluir o teste ergométrico e o eletrocardiograma), exames ortopédicos e até orientação nutricional.

A baropodometria, também conhecida como teste de pisada, é um exame que pode ajudar na avaliação das condições ortopédicas do paciente e fatores de risco, pois reflete exatamente o que acontece com os pés durante a caminhada.

Outro procedimento que pode contribuir durante a vistoria médica é o teste isocinético, que determina desequilíbrios musculares e ajuda na avaliação dos tornozelos, joelhos e quadris.

2. Conte com a ajuda de um especialista durante os treinos

Após o check-up, é imprescindível buscar orientação de um profissional para indicar a intensidade, periodicidade e o tempo de exercício que será recomendado para você. Seja na musculação, corrida ou em esportes como futebol, tênis, vôlei e hóquei, o educador físico é quem vai ajudá-lo a colocar em prática as recomendações dos especialistas consultados, além dos alongamentos antes e depois das atividades, e correções de vícios e posturas.

Para os treinos de corrida, é importante que eles sejam alternados com musculação ou outras atividades que fortaleçam as cadeias musculares responsáveis pela estabilização articular. Estas medidas além de contribuírem com a proteção dos joelhos são capazes de melhorar o desempenho esportivo dos atletas.

3. Fortaleça outras articulações

Você sabia que fortalecer os músculos das pernas, quadril, abdômen e lombar também colaboram na proteção dos joelhos? Uma boa flexibilidade e uma boa amplitude na movimentação do quadril e tornozelos ajudam a transmitir e dissipar melhor a força durante os esportes, evitando a sobrecarga na região dos joelhos.

Exercícios de agachamento, flexão de quadril, adução e abdução de pernas, extensão e flexão dos joelhos são essenciais para que a articulação se torne mais resistente aos impactos.

4. Fique atento ao seu calçado

Sabe-se que durante uma caminhada leve os joelhos podem suportar até seis vezes o peso do corpo. Por isso, nunca é demais lembrar que um bom calçado, com sistema de amortecimento, é o ideal para a prática de exercícios físicos, uma vez que absorvem os impactos e diminuem a sobrecarga nessas articulações.

Além dos cuidados durante as atividades físicas, o controle de peso e o uso moderado de salto alto são hábitos simples que podem ser incorporados ao seu dia a dia e que certamente ampliarão os resultados se somados aos esforços anteriores.

Tratamento de ponta para seu joelho

Para quem quer se prevenir ou tratar algum tipo de dor ou lesão no joelho, o Hospital Samaritano de São Paulo disponibiliza o Centro de Reabilitação Física e Cognitiva. Com atendimento transdisciplinar, médicos especialistas e equipe de reabilitação nas áreas motora e cognitiva, o centro realiza procedimentos diagnósticos utilizando alta tecnologia, prontuário eletrônico para registro da evolução do paciente e equipe preparada para atender as necessidades de pessoas com diferentes limitações físicas e cognitivas.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo