Centro de Parkinson do Hospital Samaritano

Novo serviço do Núcleo de Neurologia e Neurocirurgia do Hospital Samaritano é coordenado pelo Dr. Rubens Cury, referência na especialidade.

Hospital Samaritano


23 de dezembro de 2016


4 minutos

O Centro de  Parkinson do Hospital Samaritano é referência, com neurologistas especializados no diagnóstico e tratamento dos distúrbios do movimento, que também incluem tremores, distonias e coreias. O objetivo é oferecer aos pacientes um tratamento para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Com alta tecnologia e profissionais especializados o Centro promove a avaliação e o planejamento adequado de diferentes terapias, de forma a controlar a doença e diminuir os efeitos colaterais do tratamento. Entre as terapias promovidas pelo Centro estão as medicamentosas, cirúrgicas (estimulação cerebral profunda – DBS) e a aplicação de toxina botulínica.

Saiba mais sobre a doença de Parkinson

Doença de Parkinson é uma doença neurológica, que provoca tremores e dificuldade na coordenação, caracterizada pela degeneração e morte celular dos neurónios produtores de dopamina no sistema nervoso central, comprometendo a transmissão dos comandos conscientes vindos do córtex cerebral para os músculos do corpo humano.

Sintomas da doença de Parkinson

Em geral a Doença de Parkinson apresenta 3 sintomas, são eles: tremor de repouso, lentidão anormal dos movimentos e rigidez muscular.

Estes sintomas podem causar problemas como deficiência do músculo cardíaco, fala monotônica, deterioração da fluência da fala, problemas na escrita, instabilidade postural e alterações na marcha.

Fatores de risco

Alguns fatores podem ser considerados de risco para o desenvolvimento da doença de Parkinson:

– Idade: As pessoas costumam desenvolver a doença em torno de 60 anos de idade ou mais. Jovens adultos raramente apresentam a doença de Parkinson.

– Gênero: Risco de Parkinson é maior entre homens.

– Exposição a toxinas: exposição contínua a herbicidas e pesticidas pode colocar uma pessoa em um risco ligeiramente aumentado de doença de Parkinson.

– Hereditariedade: Ter um parente próximo com a doença de Parkinson aumenta as chances de uma pessoa desenvolver a doença.

Tratamentos para a Doença de Parkinson

Com avanço da tecnologia e profissionais especializados o Centro do Hospital Samaritano promove a avaliação e o planejamento adequado de diferentes terapias para controlar a doença e diminuir os efeitos colaterais do tratamento. Tipos de tratamento: Medicamentosas, cirúrgicas (estimulação cerebral profunda – DBS) e a aplicação de toxina botulínica.

Especialistas do Centro de Parkinson

 Dr. Rubens Cury
Formação em Neurologia pela Universidade de São Paulo e membro titular da Academia Brasileira de Neurologia. Doutorado pela Universidade de São Paulo. Especialização em doença de Parkinson e estimulação cerebral profunda pela Universidade de Grenoble, França.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo