Qual a importância da Atividade Física para Crianças?

Hospital Samaritano


15 de janeiro de 2016


7 minutos
15-01 Quais são os atividades físicas mais indicados para crianças

Correr, saltar, escalar, dançar. A prática de atividades físicas durante a infância contribui para o desenvolvimento cerebral, social, a coordenação motora, cognitiva, e é um ótimo aliado no combate à obesidade infantil.

A Importância da Atividade Física para Crianças

Manter o corpo em movimento é um hábito essencial e que pode ser estimulado desde os primeiros meses de vida. Crianças que estabelecem rotinas saudáveis certamente colecionam benefícios ao longo da idade adulta. As atividades físicas destinadas aos pequenos devem ser prazerosas e tratadas como uma grande brincadeira. Os pais, com o apoio de profissionais de saúde, devem ser responsáveis pelo auxílio prestado na escolha do exercício, acompanhamento e orientações iniciais, já que as atividades sem supervisão nessa fase da vida podem gerar distúrbios nos tendões, ossos e músculos, influenciando negativamente no crescimento e desenvolvimento da criança.

Quais as Atividades Físicas mais Indicadas para Crianças?

Exercícios Físicos para Crianças de 0 a 1 ano

Uma forma de incentivar os pequenos a se movimentarem logo nos primeiros meses de vida é espalhar brinquedos pelo ambiente e estimular brincadeiras de esconder e achar objetos. A partir dos seis meses, atividades como a natação ajudam a melhorar a capacidade respiratória, equilíbrio, força, coordenação motora e contribuem para a prevenção e recuperação de doenças como bronquite, asma, além de problemas ortopédicos. Outra vantagem é poder praticar o exercício junto com a criança, estreitando os laços afetivos entre pais e bebê.

Exercícios Físicos para Crianças de 1 a 3 anos

Correr e brincar de bola são suficientes para o gasto de energia dos pequenos. Nos primeiros anos de vida, as atividades devem ser lúdicas, sem focar em competições. O ballet, que desenvolve a coordenação motora, noção de espaço, ritmo e tempo, é um dos esportes que pode ser iniciado entre dois e três anos de idade. Nesse período, o objetivo é fazer com que a criança crie hábitos saudáveis e adquira interesse pelas atividades. Lembre-se que a cobrança excessiva pode gerar antipatia por algum esporte no futuro. A insistência de alguns pais que voluntariamente, ou não, exigem demais dos pequenos para que se tornem profissionais em um determinado esporte ainda pode afetar negativamente tanto o desenvolvimento físico quanto psicológico da criança.

Exercícios Físicos para Crianças de 3 a 5 anos

Atividades que exijam que os pequenos corram, pulem, chutem, agarrem e dancem são indicadas nessa faixa etária. O judô é um bom exemplo. Ele ajuda na coordenação motora, em habilidades psicomotoras como a lateralidade e noções de espaço e tempo. As artes marciais ainda estimulam o respeito ao próximo e a disciplina.

Exercícios Físicos para Crianças de 5 a 8 anos

Entre os cinco e oito anos, os exercícios já podem ser mais desafiadores. Esportes como o futebol, que contribuem para a coordenação motora, senso de direção, espaço, tempo e ritmo, podem ser iniciados nesse período e estimular o desenvolvimento social e o espírito de equipe na criança.

Exercícios Físicos para Crianças de 8 a 14 anos

Esta é a idade em que os pais devem apresentar o maior número de esportes para que a criança ou o adolescente escolha a modalidade que mais lhe agrada. Entre as atividades sugeridas estão: natação, futebol, basquete, handball, tênis, vôlei, ginástica artística ou olímpica e artes marciais. Incentivar o comprometimento e manter a regularidade das atividades físicas, sem preencher o tempo ocioso dos pequenos com exercícios que causem desinteresse e estresse é o ideal. Outro ponto de atenção é iniciar a atividade em um nível que corresponda ao condicionamento físico atual da criança. Além disso, é importante reforçar os cuidados antes, durante e após a prática de exercícios físicos com aquecimentos, ingestão de água, uso do protetor solar, bonés e equipamentos de segurança no tamanho certo para a criança, sempre que necessário. [hs_action id=”7769″]

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo

Código de conduta UHG | Código de conduta para parceiros de negócio | Relatório de Sustentabilidade 2018 | Diretor Técnico: Dr. Maurício Rodrigues Jordão - CRM 98.881