Formigamento na mão ao usar o celular pode ser problema no nervo

Hospital Samaritano de São Paulo


24 de novembro de 2016


5 minutos

Cada dia que passa é mais frequente ver as pessoas usando o celular por tempo prolongado. A facilidade de acesso aos smartphones e a internet mobile fazem com que o Brasil seja o terceiro país do mundo a permanecer mais tempo online, de acordo com a pesquisa GlobalWebIndex 2015. Segundo o estudo, feito com usuários de 16 a 64 anos, o brasileiro fica cerca de três horas e quarenta minutos conectado pelo celular todos os dias.

Em relação à saúde, esse comportamento tem acendido o alerta para o desenvolvimento de problemas de pescoço, região cervical da coluna, visão, braço e mãos. Em geral, a maioria deles está relacionada à postura inadequada ao segurar o celular, principalmente por um longo período de tempo.

Especificamente quanto ao braço, procure prestar atenção. A posição que ele geralmente fica ao usar o celular é com o cotovelo bem dobrado e o punho bem estendido. “A flexão total do cotovelo pode aumentar em até três vezes a pressão sobre um nervo chamado ulnar, causando formigamento nas mãos”, comenta Dr. Luciano Foroni, coordenador do Centro de Nervos Periféricos do Hospital Samaritano.

O nervo ulnar tem origem no plexo braquial, que é o conjunto de nervos responsável pela sensibilidade e por todos os movimentos do braço, antebraço e mão, principalmente “do dedo mínimo, metade do anelar e região entre mão e punho”, detalha o médico. Além disso, o nervo tem sua função atrelada à parte dos movimentos de dobrar o punho, dedos e a maior parte dos músculos da mão.

Existem duas regiões onde o nervo ulnar pode ser comprimido: na região do cotovelo e na região da mão (canal de Guyon). “Sabe quando batemos a parte de dentro do cotovelo e dá aquele choque que vai até o dedinho? É exatamente a manifestação da batida sobre o nervo ulnar. Ele passa exatamente atrás dessa estrutura óssea saliente na região medial do cotovelo em um espaço chamado sulco retroepicondilar”, explica Dr. Foroni. Segundo o especialista, esse é o local mais comum de compressão do nervo ulnar e, muitas vezes, o movimento de dobrar muito o cotovelo aperta ainda mais o nervo.

Os sintomas decorrentes dessa compressão sobre o nervo ulnar podem se iniciar com um formigamento, uma dormência ocasional nos dedos mínimo e anelar durante alguma atividade como, por exemplo, usar o celular. De acordo com o médico, os sintomas podem evoluir para uma dormência mais contínua, dor na região do cotovelo e um formigamento persistente, podendo chegar a um quadro mais grave de fraqueza e até atrofia dos músculos da mão.

Em alguns casos, é necessário cirurgia para que o nervo não continue apertado e o quadro não progrida. Conheça nosso novo Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos e faça uma avaliação.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Atenção ao Tabagismo

Ver Todos
Hospital Samaritano São Paulo

Hospital Samaritano São Paulo

Diretor Técnico: Dr. Maurício Rodrigues Jordão - CRM 98.881