De perto com Dra. Adriana Seber, nossa coordenadora de Transplante de Medula Óssea pediátrico

Conheça um pouco do trabalho desta incrível médica e sua equipe, que destacam o Hospital Samaritano como referência na área

Hospital Samaritano


3 de agosto de 2016


2 minutos
Dra-Adriana-Seber-1

Devido ao seu grau de complexidade em crianças, os transplantes de medula óssea (sigla TMO) são relativamente raros no Brasil. Este desafio é o que motiva a Dra. Adriana Seber, coordenadora desta especialidade no Hospital Samaritano.

Graduada pela Escola Paulista de Medicina e com especializações pelo Centro Infantil Boldrini, Universidade de Minnesota e Johns Hopkins Oncology Center, Dra. Adriana conta que cuidar de crianças sempre foi seu desejo na medicina e que o interesse pela oncohematologia pediátrica surgiu na residência.

“Durante a especialização, muitos dos meus pacientes com indicação de TMO faleceram, pois ficavam meses, até anos, na fila. Decidi que me especializaria em TMO para tratar essas crianças”, conta.

Desde 2013 no Hospital Samaritano, Adriana e sua equipe já transplantaram 24 crianças. Além do atendimento de profissionais dedicados e de uma estrutura completa, um dos grandes diferenciais do Samaritano em TMO pediátrico é que os transplantes são realizados na Unidade Semi-Intensiva Infantil.

Como os procedimentos de quimioterapia utilizados são muito intensos, é fundamental ter o apoio contínuo da equipe da UTI infantil. Fazer transplante para quem não tem doador compatível é, hoje, uma das principais atividades do Hospital.

“Existe pouca experiência no mundo, e o Samaritano propiciou a realização desse tipo de transplante, que é pioneiro”, destaca a Dra. Adriana. A entrevista completa com a médica está na 2ª edição da nossa revista Medicina Especializada. Para ler na íntegra, clique aqui.

Centro de Referência no Tratamento das Lesões de Nervos Periféricos

Ver Todos

Centro de Especialidades Pediátricas

Ver Todos